The Bucket List (2007)

Sabe aquele filme que assim que você desliga tem vontade de arrumar a mala e pegar o próximo avião? Que te emociona, inspira e faz querer abrir a cabeça para novas experiências, seja pela fotografia, cultura, ou pela história que você acabou de assistir?

Pois é, pensando nesse post parei para listar quais filmes que me deram este sentimento e em questão de minutos a lista passou de 20 títulos!

É incrível como histórias podem nos inspirar, e dos tantos que listei escolhi os 10 mais, aqueles que me tocaram, me fizeram pensar  e que acho que toda pessoa que ama viajar deveria assistir! Na lista conto um pouquinho de cada um, com trailer e minhas razões para ter gostado da história! Não estão na ordem, escolhi aleatoriamente!

Let´s go!

1-  O Caminho (The Way, 2011)

Está aí um filme que já assisti duas vezes e que me faz ter cada vez mais vontade de percorrer o Caminho de Santiago. Um dia chego lá! Acho que a história é linda e traz toda emoção que deve ser percorrer todo este caminho, com as dificuldades, a solidão, nossos pensamentos e as pessoas que encontramos!

Sinopse: O oftalmologista Tom Avery (Martin Sheen) e seu único filho Daniel (Emilio Estevez) têm uma relação distante. Quando o rapaz viaja para a Espanha para cruzar o Caminho de Santiago de Compostela, acaba perdendo a vida em uma fatalidade. Tom, então, vai até a França para recolher o corpo de seu filho. Chegando lá, ele resolve fazer o Caminho, completando o percurso que Daniel havia começado, levando junto as cinzas do rapaz. Durante a empreitada, ele encontra companheiros que vão lhe mostrar que nenhum caminho deve ser percorrido sozinho.

2 – Na Natureza Selvagem (Into the Wild, 2008)

Baseado em uma história real, este filme gera uma inquietação instantânea e mesmo que eu não fosse fazer todas as loucuras de Supertramp, com certeza nos faz questionar nossos valores, nossas escolhas e os caminhos que estamos traçando. Este dá aquela vontade louca de largar tudo e dar a volta ao mundo! Fotografia incrível do Alaska! Uma das melhores trilhas sonoras de filme toda por Eddie Veder e que ficou por muito tempo na minha playlist de favoritos.

Sinopse: Início da década de 90. Christopher McCandless (Emile Hirsch) é um jovem recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após dois anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca.

3 – Comer, Rezar, Amar (Eat, Love, Pray, 2010)

Esta história real faz você querer deixar tudo para trás por alguns meses e partir em busca de mais auto conhecimento! Acho que todo mundo já teve vontade de fazer isso, não? Também mostra que alguns recomeços são muito bem vindos na vida de vez em quando! A fotografia do filme é incrível e para quem tem planos de visitar Ubud principalmente, acho que dá uma bela noção do lugar!

Sinopse: Elizabeth (Julia Roberts) descobre que sempre teve problemas nos seus relacionamentos amorosos. Um dia, ela larga tudo, marido, trabalho, amigos, decidida a viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. E parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de auto conhecimento.

4 – First They Killed My Father (2017)

Este filme não inspira necessariamente a viajar mas esclarece muitas coisas sobre o Camboja. Como foi o último que assisti desta lista e estou com viagem marcada para lá, me tocou muito. Dirigido com maestria por Angelina Jolie, o filme vai contar a história triste, sangrenta e bem recente do país e que mudou este povo pelo olhar de uma menina de 5 anos. Fiquei imaginando como o ser humano pode ser tão cruel e como essas pessoas com um passado tão triste levam a vida com alegria e esperança. Com certeza imperdível assistir antes de ir!

Sinopse: Camboja, 1975. Quando o regime comunista do Khmer Vermelho assume o controle da capital do país, Phnom Penh, a pequena Loung Ung (Sareum Srey Moch) é obrigada a deixar para trás sua casa e seguir com a família para o interior. Num campo de trabalho forçado ela convive diariamente com o horror, a fome, o medo e a ameaça de separação dos pais e irmãos. Baseado em fatos reais.

5 – Sob o Sol da Toscana (Under Tuscany Sun, 2003)

Se você quer saber como é viajar pelo interior da Itália, quer sentir a atmosfera, ver como são as paisagens, você precisa assistir este filme! É antigo, mas a história é fofa, cheia de segundas chances e você vai acabar de assistir querendo comprar a primeira passagem pra Roma que encontrar!

Sinopse: Frances Mayes (Diane Lane) é uma escritora que leva uma vida feliz em San Francisco, até que se divorcia de seu marido. Triste e deprimida, ela decide mudar radicalmente de vida e compra uma chácara na Toscana, para descansar e poder terminar em paz seu novo texto. Porém enquanto ela cuida da reforma de sua nova casa acaba conhecendo um novo homem, que reacende sua paixão.

6 – Livre (Free, 2015)

Para quem gosta de aventuras ao ar livre, trilhas e caminhadas, este filme é um prato cheio! Mostra as dificuldades de encarar uma viagem longa de mochila, as escolhas que precisam ser feitas, mas também as pequenas coisas que encontramos pelo caminho e que nos ajudam a seguir adiante.

Sinopse: Após a morte de sua mãe, um divórcio e uma fase de autodestruição repleta de heroína, Cheryl Strayed (Reese Witherspoon) decide mudar e investir em uma nova vida junto à natureza selvagem. Para tanto, ela se aventura em uma trilha de 1100 milhas pela costa do oceano Pacífico.

7 – Antes de Partir (The Bucket List, 2008)

Um dos mais inspiradores desta lista e que faz a gente pensar em tudo o que queremos fazer e o que realmente fazemos no nosso dia a dia para realizar, para lá na frente olhar pra trás e não ter arrependimentos. Com certeza vai fazer você reler sua Bucket List e riscar alguns lugares e coisas. É bem lindo e emocionante! Eu amei!

Sinopse: Carter Chambers (Morgan Freeman) é um homem casado, que há 46 anos trabalha como mecânico. Submetido a um tratamento experimental para combater o câncer, ele se sente mal no trabalho e com isso é internado em um hospital. Logo passa a ter como companheiro de quarto Edward Cole (Jack Nicholson), um rico empresário que é dono do próprio hospital. Edward deseja ter um quarto só para si mas, como sempre pregou que em seus hospitais todo quarto precisa ter dois leitos para que seja viável financeiramente, não pode ter seu desejo atendido pois isto afetaria a imagem de seus negócios. Edward também está com câncer e, após ser operado, descobre que tem poucos meses de vida. O mesmo acontece com Carter, que decide escrever a “lista da bota”, algo que seu professor de filosofia na faculdade passou como trabalho muitas décadas atrás. A lista consiste em desejos que Carter deseja realizar antes de morrer. Ao tomar conhecimento dela Edward propõe que eles a realizem, o que faz com que ambos viagem pelo mundo para aproveitar seus últimos meses de vida.

8 – Sete Anos no Tibet (Seven years in Tibet, 1998)

A história real deste alpinista é incrível e mostra realmente como os lugares, outras culturas e pessoas podem ser transformadores se permitirmos. Lindo filme para dar aquela vontade de se aventurar pelos Himalaias e entender um pouco da história do Tibet e cultura budista. Um ótimo filme para assistir se quiser fazer trekkings pelo Nepal, que mesmo sendo o país vizinho tem costume bem parecidos.

Sinopse: Heinrich Harrer (Brad Pitt), o mais famoso alpinista austríaco, tentou algo quase impossível: escalar o Nanga Parbat, o 9º pico mais alto do mundo. Egocêntrico e, visando somente a glória pessoal, Heinrich viajou para o outro lado do mundo deixando sua mulher grávida e um casamento em crise. Ele não conseguiu o feito, mas quando a Inglaterra declarou guerra à Alemanha ele foi considerado inimigo, por estar em domínio inglês. Feito prisioneiro de guerra, ele fugiu após várias tentativas junto com Peter Aufschnaiter (David Thewlis), outro alpinista, se tornando os únicos estrangeiros na sagrada cidade de Lhasa, Tibet. Lá a vida de Heinrich mudaria radicalmente, pois no tempo em que passou no Tibet se tornou um pessoa generosa além de se tornar confidente do Dalai Lama.

9 – Evereste (Everest, 2015)

História real de uma das mais trágicas temporadas de expedições para escalar o Everest, em 1996. Depois de assistir este filme no cinema com sua fotografia excepcional do Vale do Khunbu e dos Himalaias e da tamanha grandiosidade do lugar, tive ainda mais certeza que queria fazer o trekking até o Campo Base do Everest. Se você está pensando em ir, assista. Mesmo que a parte de cume e escalada não seja para você, você passará pelo Scott Fisher Memorial e vai saber quem são estas pessoas e porque o memorial está ali, por exemplo, e vai ver lugares, como as pontes suspensas, por onde você caminhará. Assistindo o filme conseguimos ter mais ideia das dificuldades dos alpinistas que tentam cume todos os anos, os perigos, a realidade do acampamento, as frustrações e tudo mais. Para quem sonha em escalar a montanha também é muito interessante.

Sinopse: No ano de 1996, dois grupos de alpinistas liderados por Rob (Jason Clarke) e Scott (Jake Gyllenhaal) se unem na tentativa de escalar o monte Everest, mas uma grande nevasca coloca a vida de todos em risco. Com a esposa grávida (Keira Knightley), Rob é menos aventureiro que Scott, se preocupando com a segurança dos membros de sua equipe. Ele lutará bastante para tentar proteger a todos.

10 – A Praia (The Beach, 1999)

Apesar de meio louco, este filme mostra um pouco da cidade de Bangkok e principalmente as paisagens das praias da Tailândia. Foi o filme que consagrou Koh Phi Phi como um dos destinos mais procurados do mundo, com sua praia, Maya Bay. Se você pensa em ir para lá, vale assistir para ter ideia do que te espera.

Sinopse: Em um hotel barato de Bangcoc Richard (Leonardo DiCaprio) conhece Françoise (Virgine Ledoyen) e Étienne (Guillaume Canet), um casal de franceses. Ele também encontra Patolino (Robert Carlyle), um viajante mais velho marcado por anos de sol e drogas. De forma paranóica Patolino conta a Richard a improvável história de uma ilha secreta, um paraíso na Terra, a praia perfeita sem a presença de turistas. No dia seguinte, Richard encontra um mapa desenhado a mão da ilha descrita por Patolino preso na sua porta. Ele vê nisto “algo diferente”, pois não pretende fazer a mesma coisa que todos os outros turistas, assim Richard vai procurar Patolino e descobre que ele se suicidou cortando os pulsos. Richard persuade Françoise e Etienne a se juntarem a ele em uma viagem seguindo o mapa de Patolino. Para irem até “a praia” eles arriscam suas vidas ao nadarem em mar aberto de uma ilha para outra, se arrastando e correndo de guardas armados, que vigiam uma plantação de maconha, e pulando de uma cachoeira, mas ao chegarem ao sonhado destino encontram uma pequena comunidade de viajantes, que como eles encontrou “a praia” e vivem em segredo. Eles recebem as boas-vindas do grupo e esta parte da ilha paradisíaca se torna a casa deles, deixando para trás o mundo que conheciam. Mas na realidade este céu na Terra não é tão perfeito. Conflitos pessoais e ciúmes criam uma violenta rivalidade e trágicos eventos dividem a comunidade. Bastante isolado e transtornado, Richard não sabe o que fazer, pois o sonho se tornou um pesadelo e o paraíso virou um inferno. Agora sua única meta é partir. Mas a fuga não será fácil, pois “a praia” é um lugar secreto, que alguns defenderão até a morte.

Espero que tenham gostado das minhas dicas! Quais filmes inspiraram vocês a viajar?

 

Share: