Sobre Mim

2015-04-30 (G) Oahu Pipeline Pôr do Sol (20)

Meu nome é Natália, moro em Brusque, SC e sou uma pessoa extremamente comunicativa e expansiva, do tipo que fala com as mãos mesmo! Sou graduada e tenho MBA em Comércio Exterior e trabalho na área desde 2005, sendo que desde 2010 administro a minha própria empresa importadora. Eu sempre fui uma apaixonada pelo mundo e pelas viagens. Acredito que viajar nos faz pessoas melhores e mais cultas. Viajando nos tornamos pessoas mais respeitosas e humanas, já que conhecemos culturas, religiões e jeitos de viver diferentes dos nossos e por isso acabamos julgando muito menos e compreendendo muito mais! É fascinante e viciante ao mesmo tempo! Nunca voltamos os mesmos de uma viagem e nunca vamos olhar o mundo igual novamente depois de uma. Levamos um pouco de cada lugar na mala e deixamos um pouco de nós por onde passamos. É onde eu me encontro com meu melhor eu e me redescubro de diferentes maneiras.

Quando comecei a gostar de viagens?

Por sorte elas me foram apresentadas muito cedo, e desde muito pequena, com 6 anos de idade, eu já sabia como era estar dentro de um avião voando (sempre muito animada) para lugares distantes de casa. Acho que estar neste ambiente em casa me ajudou a enxergar o mundo diferente e querer sair cada vez mais. Quem sabe também tenha me direcionado a trabalhar com comércio exterior e poder estar sempre em contato com outras culturas, idiomas e lugares.

Mas Natalia, por que um blog de viagens?

A ideia do blog surgiu quando percebi que além de amar viajar e adorar usar meu tempo livre para planejar alguma próxima viagem para mim, eu adoro poder ajudar os amigos e parentes a planejarem as deles, dando dicas de lugares que já fui, hotéis que fiquei, roteiros etc. E sempre me divirto muito fazendo isso. Então por que não ajudar mais pessoas a planejarem suas viagens através das minhas experiências?  O Passaporte Aberto surgiu para dividir com as pessoas aquilo que descubro durante minhas viagens, sejam coisas boas ou até as piores furadas que já me meti, já que é sempre bom avisar né?

Ao longo dos meus 30 e bem pouquinhos anos, conforme o meu mapa do Trip Advisor,  já visitei 170 cidades em 18  países diferentes. Se considerarmos que de acordo com a ONU (há controvérsias nesta lista) existem 192 países + Vaticano, Kosovo e Taiwan, não é muito, um pouco mais de 9% apenas.

Mas várias vezes, nas minhas buscas por roteiros, dicas e até mesmo durante as viagens, acredito que ter mais informações sobre os lugares teria feito bastante diferença. Outras vezes, tive experiências tão lindas e marcantes que seria injusto não dividi-las com as pessoas para que elas possam também desfrutá-las. E como não penso em parar de viajar tão cedo, mais experiências aparecerão ao longo do tempo. Como faço em média 3 viagens por ano e pelo menos uma delas é para os EUA a trabalho, dificilmente vou visitar todos os países da lista da ONU mesmo que eu viaje até os 90 anos, mas ainda dá pra fazer bastante coisa né?

Então, vamos fazer as malas?